domingo, 7 de agosto de 2011

Desenrola

desenrola ASSUNTO
Adolescência, relações afetivas, sociais e familiares, homossexualidade, sexualidade, virgindade, gravidez.
Discutindo questões pertinentes a esse período tão conturbado chamado adolescência, o filme traz um olhar verdadeiro sobre a realidade dessa faixa etária brasileira. Costumo indicar alguns filmes para adolescentes que o ajudem a compreender tantos acontecimentos novos, principalmente no que se refere às mudanças hormonais, sexualidade, relações afetivas, etc. “Formiga nas calças” é um filme que costumo indicar para os meninos, pois fala das mudanças que ocorrem com os meninos de forma divertida. “Desenrola” tem um olhar feminino, sem perder a complexidade de qualquer adolescente. Em linguagem jovem o filme não aprofunda os temas, no entanto propõe de forma leve temas que pode ser “reconhecidos”, discutidos e elaborados posteriormente. Vale a pena conferir que o filme brasileiro está caminhando em ótima direção!
Por outro, lado, mesmo sem esse peso todo, o roteiro, pelo menos faz um ótimo trabalho na hora de costurar tudo isso, mais um par de discussões pertinentes para qualquer filme adolescente (como homossexualidade, amizade, gravidez, sexo seguro e fidelidade) e uma história coerente. Ainda que no começo tudo pareça episódico demais, acaba ganhando uma linha narrativa que segue bem seu caminho e, pelo menos, não vai fazer ninguém reclamar daquela falta de sentido. Leia mais clicando aqui.
A temática do sexo na adolescência está sempre presente durante todo o roteiro, mas sempre de uma forma diferente. Como é o caso dos amigos Boca (Lucas Salles) e Amaral (Vitor Thiré). Eles são os típicos jovens que adoram dizer que dormiram com "fulana" ou "ciclana". Eles têm sempre ideias voltadas para o lado sexual, que deixam o filme com muito mais humor - mesmo quem está bem crescidinho dará boas risadas. Aliás, quem nunca teve seus dezesseis anos? Leia mais...
 
Priscila ainda tem um admirador (Boca, interpretado por Lucas Salles) bastante estabanado na forma como demonstra seus sentimentos, que parece dizer sempre a coisa errada na hora errada. O modo com que ele aborda uma colega para fazer uma pesquisa é hilária e ilustra bem a sutileza que tanto falta para meninos nessa idade.
Desenrola consegue falar a língua dos adolescentes e flertar com praticamente todas as questões sexuais que povoam a mente da galera dessa faixa etária, ora falando da virgindade, ora do uso da camisinha, ora sobre homossexualidade, ora sobre aborto tudo de uma forma leve e nem por isso superficial. Com certeza você vai se identificar com isso, pois mesmo que já não seja um adolescente o roteiro teve outra grande sacada que foi trazer referências dos anos 80 para mostrar o quanto esse tema é atemporal, a diferença está em como encarar. Leia mais clicando aqui.
 
Priscila ainda é virgem e seu objeto de desejo, Rafa, não faz nada com ela por esse motivo. Outras meninas tem questões sexuais também e o roteiro aproveita para instruir com o uso da camisinha e os problemas de gravidez indesejada. Interessante que eles não tocam no assunto de doenças. Há ainda o trabalho de escola (do professor Bial), onde os meninos irão fazer uma estatística sobre as meninas que ainda são virgens no ensino médio. A pesquisa e os depoimentos traçam um pouco o perfil do jovem atual, no filme é o elenco quem fala, mas nos créditos vários vídeos caseiros são apresentados, reforçando a questão participativa da trama.Leia mais...
” estão longe de serem novidades, a única coisa um pouco fora do comum aqui é termos uma menina protagonizando cenas de “corrida” em busca da primeira relação sexual. O grande trunfo do filme é falar deste temas com uma linguagem e roupagem atual, da forma como os adolescentes vivem e se comunicam atualmente. Leia mais...
Uma série de temas complexos estão presentes e são abordados sem enrolação e com muita graça. A abordagem de tabus na nossa sociedade, como o divórcio, a perda da virgindade, gravidez na adolescência, orientação sexual, pegação e aborto é feita de forma leve e coerente. Leia mais...
SINOPSE
Priscila (Olívia Torres) tem 16 anos e se acha uma garota normal demais, principalmente, quando repara em suas amigas. Quando sua mãe viaja a trabalho e ela fica sozinha em casa, decide que vai dar um jeito na sua caretice e vai fundo nessa ideia. Entre as muitas mudanças que pretende promover na sua vida, a virgindade parece ser uma das prioridades, mas sera que a hora certa é agora? Embora esteja decidida em investir no “mais galinha da turma” (Kayky Brito) para viver sua primeira experiência sexual, um trabalho em grupo na escola e uma viagem com amigos, podem mudar para sempre as suas expectativas porque ela descobre que nem tudo é exatamente como dizem e a verdade pode ser bem diferente da realidade.
TRAILER

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!