quinta-feira, 6 de maio de 2010

Ensinando a viver

ensinando a viver ASSUNTO
Adoção, Infância, Relações familiares, Diferença, Luto, Pertencimento
O grande tema do filme é da descoberta, cujo processo leva a outras temáticas, como o da necessidade da imaginação no processo da existência, a convivência com a diversidade e a aceitação das pessoas como elas as são. Sobra, ainda, um pensar sobre o enigma da vida. O enredo de “Ensinando a Viver” tem a grandeza de situar no campo das descobertas o encontro das possibilidades daquilo como queremos ser. Primeiro, na identificação entre David e Dennis. No processo de resgatar uma criança para a realidade, utiliza, então, aquilo que tem de melhor, a fantasia e a imaginação. Mas, ao mesmo tempo se pergunta: quem é ele para dizer a uma criança que ela não é de outro planeta? David promove o difícil processo de respeito à individualidade, de aceitação do outro como ele o é.
SINOPSE
A História de um homem aprendendo a ser pai... e de um garoto aprendendo a ser filho... Quando era criança, David (John Cusack) sempre se sentiu excluído, e cresceu sonhando com o dia em que os ETs viriam levá-lo para o espaço. Sua imaginação o transformou em um escritor de sucesso. Desde a trágica morte de sua noiva há dois anos, ele nunca mais experimentou qualquer traço de vida afetiva. Mas David sempre quis ser um pai. E finalmente resolve tentar, adotando o problemático Dennis. Assim como David, Dennis vive trancafiado em seu mundo de fantasia. Quando era criança, David queria ser um alien. No caso de Dennis, ele acredita de verdade que é um marciano em missão de exploração na Terra. E talvez seja mesmo... Um filme divertido e emocionante sobre o poder de redenção do amor e o verdadeiro significado da palavra "família".
Uma análise filosófica

Um comentário:

  1. Um detalhe que não foi ressaltado é que o garoto tem Síndrome de Asperger e até Savantismo, pois ele sentia o gosto das cores. Beijos

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!