terça-feira, 28 de março de 2017

FRAGMENTADO


ASSUNTO

Saúde mental, transtorno dissociativo de identidade, abuso, relação terapêutica, relações sociais.

SINOPSE

Kevin (James McAvoy) possui 23 personalidades distintas e consegue alterná-las quimicamente em seu organismo apenas com a força do pensamento. Um dia, ele sequestra três adolescentes que encontra em um estacionamento. Vivendo em cativeiro, elas passam a conhecer as diferentes facetas de Kevin e precisam encontrar algum meio de escapar.

TRAILER


O OLHAR DA PSICOLOGIA

Transtorno dissociativo de identidade (anteriormente conhecido como distúrbio de personalidade múltipla ou transtorno de múltiplas personalidades) é uma condição psicológica complexa que é provavelmente causada por muitos fatores, incluindo trauma grave durante a primeira infância (abuso físico, sexual ou emocional geralmente extremo, repetitivo). Diferente de SYBIL, um filme de 1976 que relata um caso verídico de 17 personalidades, FRAGMENTADO mistura realidade e ficção, trazendo um paciente mais complexo. Kevin é acompanhado por terapeuta, que identificou 23 personalidades, até então. Na trama, ele entra numa nova crise, dando pistas de uma 24ª personalidade, ainda desconhecida. Sugerindo estar no comando, aos poucos ela irá controlar todas as outras personalidades, provocando o sequestro das três adolescentes e outros acontecimentos inesperados.
Importante destacar a capacidade extraordinária de Kevin de alterar sua química corporal, de acordo com cada personalidade, o que estimula sua terapeuta a aprofundar o estudo do caso e partilhar suas descobertas no universo acadêmico. No cativeiro, as meninas percebem diferentes personalidades, o que pode servir de alternativa em tentativas de fuga. Também acompanhamos alguns encontros de Kevin com a terapeuta, que logo percebe alguma coisa diferente no paciente. Durante o processo, conhecemos melhor uma das adolescentes, que se destaca pelo comportamento diferenciado e um histórico de abuso na infância, que é revelado aos poucos na trama. O desdobrar da trama tira o fôlego do espectador em diferentes momentos, provocando algumas reflexões, diante das sugestões apresentadas em seu viés sobrenatural. Sim, as personalidades ultrapassam o real, não só por sua capacidade pela alteração química, mas também pelos desdobramentos que colocam o espectador dentro de um universo de possibilidades. Sim, a ficção proposta pelo suspense segue um raciocínio lógico repleto de possibilidades, porque não? Quando estamos diante de um paciente que tem a percepção de mundo diferente do senso comum, nos baseamos cientificamente para definir que se trata de uma alucinação. Por exemplo, o sujeito é o único que vê um determinado objeto em um ambiente no qual outros não compartilham da mesma visão, consideramos que ele tem uma alucinação visual. Entretanto, há quem levante outras possibilidades, como, por exemplo, a capacidade extraordinária de o sujeito ver outra dimensão, percepção ainda impossível para a maioria. Tal hipótese pode ser considerada mística, sobrenatural ou apenas ficção, mas não deixa de seguir uma lógica plausível, considerando as diferentes discussões sobre a capacidade mental do ser humano. Desvendar os poderes da mente tem sido a meta de gerações. Não é diferente para o autor da trama, que destaca o poder da mente do protagonista, capaz de alterar a composição química do corpo, realizando transformações impressionantes. O espectador pode ser surpreendido com seu desfecho, pois a parcela mais monstruosa do sujeito fragmentado revela empatia, reconhecendo no outro as marcas da dor. Fantástico, impactante, provocador, o filme irá tirar seu fôlego. No mais, a produção, o elenco e o ator dão um show, é genial! Não perca!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!