quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O homem sem face

ASSUNTO
Família monoparental, amizade, relações afetivas e familiares, relação professor-aluno, relação terapêutica e segredo familiar.
SINOPSE
1993 - Em 1968, Chukc Norstad é um menino órfão de pai e que vive com a mãe e duas meio-irmãs, filhas de pais diferentes, num estranho  ninho familiar. Sua mãe (Margaret Whotton) coleciona fracassos conjugais e uma de suas meias-irmãs, Gloria (Fay Masterson), mostra-se agressiva com ele. Ele é angustiado pois não sabe ao certo porque seus pais se separaram e como ele morreu, e deseja ardentemente sair de casa e entrar para uma academia militar e se tornar piloto. Para Chuck, só há uma alternativa: ingressar no colégio militar. O garoto é reprovado no exame preparatório mas ninguém de sua família se importa. Durante o verão, ele conhece o ex-professor Justin McLeod, que foi desfigurado por um acidente automobilístico e vive retirado, evitando os vizinhos,  recluso num lugar apelidado pelos moradores de "ilha do monstro". Após acidente de carro dez anos antes e no qual ficara com parte do corpo com cicatrizes e metade do rosto desfigurado.  O ex-professor rejeita qualquer contato com o menino, mas depois decide ajudá-lo a se preparar para o exame. Ao concordar em lhe dar aulas  os dois iniciam uma amizade que logo será conturbada em função de acontecimentos do passado.  A amizade entre os dois trará a tona fatos do passado de ambos…
TRAILER
O OLHAR DA PSICOLOGIA
Chukc é um pré-adolescente que sente-se deslocado em seu meio familiar. Considerado “diferente” pelos outros e por si mesmo, ele sonha em se tornar uma figura notória por seus próprios méritos . Talvez, por sentir-se rotulado, seja atraído por outro personagem também considerado diferente em sua comunidade: o professor “monstro”. A evolução dessa amizade
 nos oferece a oportunidade de apreciar diferentes processos de resgate/construção dessas identidades. O passado de ambos é uma situação inacabada que exige atenção, pois de alguma forma se tornou impedimento para o fluir do momento presente de modo saudável. É na relação professor-aluno que ambos serão capazes de (re)constituir a própria identidade, fazendo da relação um suporte para o enfrentamento de suas questões existenciais. O filme retrata uma família monoparental (formada por um dos pais) formada por mãe e três filhos de diferentes relacionamentos. O conflito do menino com a irmã mais velha é notório. A mãe, por sua vez, deixa claro em seu discurso que “não foi feita para ser mãe”, tentando justificar sua ausência. No diálogo entre a mãe e a irmã mais velha é sinalizada a existência de um segredo que envolve o pai de Chuck, e pode ser a origem de tudo que é deflagrado no comportamento do pré-adolescente. Por outro lado temos a presença do Homem sem face, que se isola e mantém uma vida solitária e distante da sociedade. Ele é motivo de especulações e boatos na comunidade que tentam dar conta de sua estranha aparência e forma de vida. Aos poucos, somos apresentados ao universo particular de cada um desses “diferentes” personagens, que se revelam no desenvolvimento de um vínculo que nutre a ambos. Infelizmente, a sociedade não está pronta para tanto. Logo, surgem novas especulações e a amizade sincera entre ambos se torna motivo de suspeita de abuso. Quando perguntam ao menino se houve algum tipo de abuso, ele deixa claro que não, afirmando a importância daquela relação para si. Entretanto, até mesmo o psicólogo faz uso de técnicas psicológicas, abrindo mão da neutralidade tão necessária. O imaginário popular constrói uma nova realidade se baseando em um suposto passado. Ali, fica claro que ninguém deseja de fato ouvir o menino, querem apenas comprovar a hipótese de  abuso. A amizade sincera, com o desenvolvimento de uma relação de trocas autênticas, era complexo demais para ser compreendido. É um filme lindo, sensível e delicado, que nos oferece a oportunidade de nos questionarmos sobre o quanto as aparências podem nos enganar. Vale a pena conferir!


2 comentários:

  1. EU PUDE COMPROVAR A SENSIBILIDADE CATIVANTE DESTE FILME, QUANDO ASSISTI ATÉ O MOMENTO EM QUE O CHUCK VAI FAZER O EXAME E O PROFESSOR PARTICIPA DE UMA "AUDIÊNCIA". DAÍ, PRECISEI ABANDONAR A TELA E IR AO TRABALHO. ESTOU ANCIOSA POR CONSEGUIR LOCA-LO E ASSISTI-LO POR COMPLETO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lila,
      Confesso que tentei encontrá-lo na internet para você, infelizmente sem sucesso. Procurei online e para baixar, mas não encontrei em nenhum site confiável, apenas em locais que vc precisa ser sócia, como o telecineplay ou alguma locadora. De qualquer jeito, obrigada por sua participação. Te desejo sorte para conseguir completar sua experiência.
      Abçs,

      Excluir

Sua opinião é muito importante!