segunda-feira, 31 de maio de 2010

A poderosa Afrodite

poderosa afrodite ASSUNTO
Casal e família, adultério, culpa, adoção.
uma comédia de costumes que brinca com a relação homem-mulher. Na verdade, o que se vê na tela é uma sucessão de tiradas brilhantes de humor e um número incrível de diálogos influenciados diretamente pelo cinema de Ingmar Bergman - ídolo número um de Allen. Além disso, em Poderosa Afrodite Woody utiliza mitos gregos como uma espécie de narrativa em off, que acaba tornando a experiência ainda mais divertida
SINOPSE
O casal Lenny e Amanda decidem adotar um bebê. O pai adotivo fica louco pela criança batizada após muita controvérsia com o nome de Max. O menino cresce e Lenny fica impressionado com a inteligência do garoto. Decide então procurar a verdadeira mãe de seu filho. Qual não é a sua surpresa ao deparar-se com Linda Ash, uma espirituosa prostituta e atriz de filmes pornô. "Poderosa Afrodite" é uma hilariante comédia de Woody Allen, que revelou a bela Mira Sorvino (Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante). filme também foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original.

A procura de Eric

a-procura-de-eric-6121 ASSUNTO
Relações sociais e afetivas, auto-suporte, síndrome do pânico.
Eric (Steve Efets) é um carteiro apático, que vê sua vida ruindo aos poucos. Enteados que não dialogam com ele, a saudade da ex-mulher que o consome aos poucos e um emprego tedioso e mecânico. Seu amigo, com quem ele dialoga e o “pôster” do jogador. A graça justamente se faz presente quando o jogador virá uma espécie de amigo imaginário. Incentivando, apoiando e estimulando o carteiro a ir resolvendo ou experimentar tentar, resolver seus problemas. Cena a cena, À Procura de Eric vai crescendo em emoção, humor e referências a problemas corriqueiros que qualquer pessoa poderia ter. É essa identificação com o protagonista que aproxima o espectador do filme, sendo impossível resistir às suas imperfeições tão comuns ao ser humano.
SINOPSE
2009 – Inglaterra - Eric, o carteiro, sofre de síndrome do Pânico.. A caótica família, os enteados travessos e o misturador de cimento no jardim da frente não ajudam, mas é o segredo de Eric que o motiva a mudar. Poderia enfrentar Lily, a mulher que amara há 30 anos? Apesar dos esforços e da grande vontade dos amigos fãs de futebol, Eric continua a afundar. Nas horas de desespero, é preciso um baseado e um amigo especial, vindo de terras estrangeiras, que desafie o perdido carteiro a fazer uma jornada ao mais perigoso dos territórios – o passado. Como dizem os chineses e um francês: “quem tem medo de lançar os dados nunca consegue tirar um seis”.

Dúvida

duvida ASSUNTO
Abuso, relações sociais e afetivas, pedofilia, percepção, ética e religião.
No filme, as dualidades entre branco e negro, liberal e conservador, bom senso e intolerância e carinho e desejo carnal são um plano de fundo extremamente relevante e atual, em um período de descrença quanto à nobreza do caráter humano. A questão principal do filme não está relacionada aos fatos, mas sim em como as evidências são interpretadas tanto pelos personagens quanto pelo próprio público. Dúvida não é um filme de conclusões hermeticamente fechadas, o que pode fazer com que ele seja apreciado somente por aqueles que se propõem a ir ao cinema a fim de pensar. É um filme difícil, traçado de uma forma complexa e por isso atraente não somente pelo roteiro, mas principalmente pelas atuações. O trio de protagonistas mostra-se forte o suficiente para sustentar as questões abertas propostas pela trama.
SINOPSE
O ano é 1964 e o cenário é a escola St. Nicholas, no Bronx. O vibrante e carismático padre Flynn (Philip Seymour Hoffman), vem tentando acabar com os rígidos costumes da escola, que há muito são guardados e seguidos ferozmente pela irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), a diretora com mãos de aço que acredita no poder do medo e da disciplina. Os ventos das mudanças políticas sopram pela comunidade e, de fato, a escola acaba de aceitar seu primeiro aluno negro, Donald Miller. Mas quando a irmã James (Amy Adams), uma freira inocente e esperançosa conta à irmã Aloysius sobre sua suspeita, induzida pela culpa, de que o padre Flynn está dando atenção exagerada a Donald, a irmã Aloysius se vê motivada a empreender uma cruzada para descobrir a verdade e banir o padre da escola. Agora, sem nenhuma prova ou evidência, exceto sua certeza moral, a irmã Aloysius trava uma batalha de determinação com o padre Flynn, uma batalha que ameaça dividir a Igreja e a escola com consequências devastadoras.

Reine sobre mim

reine ASSUNTO
Luto, relação terapêutica, relações afetivas e sociais.
 O filme trata de uma forma sutil e poética o limite entre a dor e o amor. O pano de fundo da história é a atordoada vida de um viúvo que perdeu esposa e três filhas nos atentados terroristas de 11 de setembro. o viúvo Charlie Fineman que perdeu o controle de sua vida após um trágico acontecimento, afastando-se do mundo e dos amigos para se refugiar em um universo paradoxal de discos de vinil e jogos de vídeo game. O paradoxo ainda se faz presente em inúmeras situações do filme, construindo no expectador uma angústia ao fazê-lo rever valores que não são tão opostos quanto parecem: Amor e dor, família e liberdade, desejo e repressão. Sem apelar para clichês, o filme ainda traz histórias paralelas que expressam angústias da sociedade moderna, todas representadas por algum tipo de perda.
SINOPSE
2007 - Alan Johnson (Don Cheadle, de Hotel Ruanda e Crash - No Limite) é um pacato dentista de Nova Iorque, que leva sua vida de forma rotineira e comum até encontrar, por acaso, um ex-companheiro de quarto da época da faculdade, Charles Finemann (Adam Sandler, de Click e Como se Fosse a Primeira Vez). Tentando aproximar-se do amigo, ele percebe que Charles criou uma bloqueio de memória para suportar a perda da família - vítima do atentado de onze de setembro de 2001. Alan sente a necessidade de ajudá-lo, e irá viver momentos que acabam transformando suas vidas.
TRAILER

Cenas de um casamento

cenas de um casamento ASSUNTO
Casal e família, Relações afetivas, familiares,sociais. Mito, segredos, adultério, culpa, papéis, separação.
Que tanta gente tenha se identificado com o drama de Johan e Marianne não é de se estranhar. Existem pessoas que, assim como a mãe da protagonista revela no sexto capítulo, passam toda uma vida em comum com outro ser humano e nem ao menos chegam a resvalar em sua verdadeira essência. Seja pelas convenções sociais, por repressão paterna ou religiosa, pela lenta e imperceptível acomodação que acomete aqueles que se entregam à inevitável rotina de um relacionamento. A verdade é que não é nada difícil para alguém se identificar com um dos protagonistas de Cenas de um Casamento, e nisso reside a força do filme. Tão próximo quanto eles podem estar da realidade de muita gente é a medida do quanto o olhar analítico de Bergman se mostra acertado, pois com certeza há muito de sua própria vida pessoal nos personagens de Johan e Marianne.
Durante a entrevista do casal, primeiro episódio, o foco vai para além do diálogo verbal, nos permitindo perceber o que não é dito. Para a fenomenologia, um prato cheio! No início de cada novo episódio, somos contemplados com um resumo do anterior, sob a visão do próprio autor/diretor. Trata-se de um filme difícil de ser assistido, pois não nos fala de forma doce ou leve sobre as relações. Bergman disseca o doloroso processo de separação de seu casal “ideal” de maneira seca e sutil. O resultado incomoda, mas é absurdamente belo. Em diálogos agressivos, os personagens deixam aflorar os mais ocultos ressentimentos e amarguras; tudo em plena sintonia com o cinema de natureza psicológica do diretor, sempre preocupado em investigar as facetas da condição humana. Não há música e o efeito de “Cenas de Um Casamento” é quase documental, com constantes close-ups dos personagens. O espectador percebe cada gesto, cada sorriso forçado ou silêncio triste tanto de Ullmann quanto Josephson, como se estivesse praticamente ao lado deles. É um cinema demasiadamente humano, que carrega questionamentos acerca de temas como a existência, o amor, as relações familiares, Deus, a morte, entre tantos mais.
SINOPSE
1973 – 6 episódios
· Inocência e Pânico (Oskuld och Panik) - Após darem uma entrevista para uma revista feminina sobre seus dez felizes anos de casamento, o professor Johan (Erland Josephsson) e a advogada Marianne (Liv Ullmann), que possuem duas filhas, recebem um casal de amigos para um jantar (Bibi Andersson e Jan Malmsjö), e acabam servindo de mediadores para uma discussão conjugal cheia de farpas emocionais. Grávida, Marianne (35) e Johan (42) discutem se vão ou não ter o bebê.
· A Arte de Empurrar as Coisas para Debaixo do Tapete (Konsten att Sopa under Mattan) - A submissão do casal diante dos caprichos de seus pais é mostrada com propriedade, enquanto Marianne demonstra sua inquietude quanto ao marasmo velado de seu casamento. No trabalho, Johan recebe a atenção talvez não tão imparcial de uma colega (Gunnel Lindblom) em relação aos poemas que escreve escondido da esposa. Após ficar abalada com o depoimento de uma de suas clientes que está se divorciando, Marianne vai ao encontro de Johan num jantar e eles iniciam um argumento sobre o esmorecimento de seu desejo sexual.
· Paula (Paula) - Chegando de viagem, Johan estilhaça a rotina e a vida da ingênua Marianne, ao revelar que se apaixonou por outra mulher e pretende deixá-la para viajar com a amante por meses.
· O Vale das Lágrimas (Tåredalen) - Um ano depois da separação, Marianne recebe Johan para um jantar em sua casa. Ele revela estar prestes a aceitar um emprego nos Estados Unidos, enquanto ela demonstra como tem vivido sem a sua companhia. Eles também discutem a oficialização do divórcio.
· Os Analfabetos (Analfabeterna) - Marianne vai até o escritório de Johan levar os papéis do divórcio, e encontra-o numa crise de auto-confiança que encobre uma drástica mudança em suas intenções. Ambos revelam sua inaptidão para tratar dos assuntos da alma, no que eles chamam de "analfabetismo emocional", e a longa conversa regada a muito conhaque descamba para um terrível enfrentamento que sinaliza uma ruptura talvez irreconciliável.
· No Meio de uma Noite numa Casa Escura em algum Lugar do Mundo (Mitt i Natten i ett Mörkt Hus Någonstans i Världen) - Depois de vários anos vivendo separados, Johan e Marianne descobrem uma nova forma de afinidade enquanto estão brevemente afastados de seus respectivos cônjuges.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Alice no país das maravilhas

ALICE
A SSUNTO
Adolescência, relações sociais, identidade, gênero.
A própria história busca sua maturidade. Alice (Mia wasikowska) não foge apenas das pressões de uma sociedade machista, mas corre em busca do passado idílico, no qual a presença do pai a confortava. Nesse mesmo passado existe a lembrança de um sonho maluco: o País das Maravilhas. Aprenda seu passado, aprimore o futuro. Mas nesse caso, os períodos voltam a se encontrar quando Alice despenca buraco abaixo. É o início de sua nova jornada, menos formativa que as anteriores, mais definitiva por seu momento pessoal. Toda pessoa boa é meio louca, diz o pai de Alice. Está certo. Imaginação e criatividade valem mais que qualquer convenção social quando se sonha com algo mais que uma vida trivial. A própria história busca sua maturidade. Alice não foge apenas das pressões de uma sociedade machista, mas corre em busca do passado idílico, no qual a presença do pai a confortava. Nesse mesmo passado existe a lembrança de um sonho maluco: o País das Maravilhas. Aprenda seu passado, aprimore o futuro. Mas nesse caso, os períodos voltam a se encontrar quando Alice despenca buraco abaixo. É o início de sua nova jornada, menos formativa que as anteriores, mais definitiva por seu momento pessoal. Toda pessoa boa é meio louca, diz o pai de Alice. Está certo. Imaginação e criatividade valem mais que qualquer convenção social quando se sonha com algo mais que uma vida trivial.
SINOPSE
2010 - Diferente da história já conhecida, dessa vez Alice (Mia Wasikowska), ao 17 anos, vai a uma festa vitoriana e descobre que está prestes a ser pedida em casamento perante centenas de socialites. Ela então foge, seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou há dez anos mas não se lembrava. Lá conhece personagens como os irmãos gêmeos Tweedle-Dee e Tweedle-Dum, o Gato Risonho, a Lagarta, toma chá com a Lebre Maluca e o Chapeleiro Louco e participa de um jogo de cricket com a Rainha de Copas.

Do Luto à Luta

1253207646_do_luto_poster_thumb
A SSUNTO
Síndrome de Down, inclusão, diferença, relações sociais, preconceito, relações afetivas
O documentário aborda a situação do down na sociedade de forma clara dando toda a enfase a inclusão social da pessoa com Síndrome de Down, mostrando acima de tudo que o crescimento é muito maior nas diferenças que no obvio. Mostra o mundo sob a ótica dos pais e também do portador, que tem uma visão muito peculiar e engraçada, sensorial e prazerosa, revelando um lado da espécie humana que costuma ser colocado para escanteio pela sociedade, de um modo geral. É uma boa forma de quebrar preconceitos sobre aSíndrome de Down e conhecer melhor quem convive com ela. Pais falam sobre o quanto foi difícil receber o diagnóstico médico; adolescentes e jovens falam sobre o preconceito que enfrentam; são mostrados pessoas com a síndrome e que já são adultos, o que ajuda a mudar a idéia de que são doentes e vivem pouco; há questionamentos sobre a educação especial e a educação inclusiva
SINOPSE
Documentário, 2005. Uma análise das deficiências e potencialidades da Síndrome de Down, problema genético que atinge cerca de 8 mil bebês a cada ano no Brasil. A Síndrome de Down é sem dúvida um problema, mas as soluções são bem mais simples do que se imagina, principalmente quando são deixados de lado os preconceitos e estigmas sociais.

Nunca é tarde para amar

ASSUNTO
Casal e família, relações familiares, relações afetivas, diferenças.
A personagem é uma mulher moderna e forte em tudo que faz na vida. Separou-se do marido, mas ele vive dentro da casa dela. Ela trabalha como produtora de um seriado que está em decadência, mas faz de tudo para levantar sua audiência. E é nessa tentativa que ela conhece um rapaz 20 anos mais novo e se apaixona. É uma luta constante entre seu eu interior e sua nova paixão. A personagem acredita que é velha demais para amar um jovem e é entre essas crises que perde o emprego, se depara com o filha adolescente apaixonada pela primeira vez e sofrendo por não ser correspondida. No meio desse caos a diversão ainda é garantida.
SINOPSE
A mãe moderna que se apaixona por um jovem e sua filha é uma adolescente que se apaixona pela primeira vez. O filme retrata os vários papéis da mulher na sociedade, suas conquistas amorosas, os cuidados com a beleza e suas batalhas no mercado de trabalho, com uma abordagem leve e divertida. Pfeiffer faz o papel de uma mãe que se apaixona por um homem bem mais novo, enquanto a filha adolescente encontra seu primeiro amor. Para bagunçar a vida das duas mulheres, entra a Mãe Natureza (vivida por Tracey Ullman), que resolve mudar um pouco as coisas.

Tudo sobre minha mãe

ASSUNTO
Gênero, Sexualidade, AIDS, luto, segredo, relações familiares.
Pedro Almodóvar discute situações polêmicas e até mesmo problemáticas no filme "Tudo Sobre Minha Mãe", onde ele não debate apenas, mas vai expondo e mostrando de forma nua e crua, os preconceitos da sociedade espanhola e mesmo mundial, como o homossexualismo, a AIDS, a prostituição, etc. Um filme polêmico, de difícil digestão, mas sensível ao mostrar como uma mãe, que representa todas as mães do mundo, tem o seu amor pelo filho, que leva ela(s) a fazer(em) qualquer coisa pelo(s) seu(s) filho(s), pois o amor materno demonstrado pela mãe do título do filme, Manuela, é extremado, mas com acertos e erros na criação do seu filho, pois todos somos capazes de errar. Todos os personagens que rondam a vida de Manuela trazem algum significado novo, uma reflexão ou dão força para as suas ações. Almodóvar vai costurando todas as pontas dos dramas individuais com seu tradicional modo de nos prender à história, por mais bizarra que sua sinopse possa ser. Os acontecimentos estão lá, mas em nenhum momento soam artificiais ou gratuitos.
SINOPSE
1999 (Espanha) Direção: Pedro Almodóvar
No dia de seu aniversário, Esteban (Eloy Azorín) ganha de presente da mãe, Manuela (Cecilia Roth), uma ida para ver a nova montagem da peça "Um bonde chamado desejo", estrelada por Huma Rojo (Marisa Paredes). Após a peça, ao tentar pegar um autográfo de Huma, Esteban é atropelado e termina por falecer. Na noite em que seu filho morre, Manuela lê as últimas linhas que ele havia escrito, e que falavam do desejo que tinha de conhecer seu pai. A mulher decide ir a Barcelona, em busca do pai biológico do filho, um travesti que sequer sabe tê-la engravidado uma noite, 18 anos antes.. Encontra no caminho o travesti Agrado (Antonia San Juan), a freira Rosa (Penélope Cruz) e a própria Huma Rojo.

A vila

ASSUNTO
Casal e família, mitos, segredos, crenças, relações sociais, afetivas e familiares.
Os elementos presentes: o suspense, a profundidade psicológica, a relação pais e filhos, a dúvida entre o que vemos e o que é escondido. A deficiência de Ivy demonstra a condição dos moradores: cegos para a realidade, foi-lhes subtraído o direito de escolha. O diretor questiona os limites entre realidade e mentira e o quanto alguém pode interferir na vida dos outros. A fé é estudada por vias tortas: os moradores da vila – e o público até o final – acreditam na farsa. No que acreditamos, no que temos fé?
SINOPSE
No final do século XIX existia uma vila cercada por florestas em todos os lados. Os habitantes de lá fizeram um pacto para nunca saírem da vila, pois na cidade reinava a violência e o medo. O que eles almejavam era a criação da sociedade perfeita. Funcionando como contraponto à tranquilidade da vila, há as criaturas, ou "aquelas-de-quem-não-falamos", seres aterrorizantes que vivem nessas florestas. Entre os habitantes e as criaturas há um acordo muito simples: ninguém invade o território de ninguém.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Ponto de decisão

ASSUNTO
Casal e família, crise no casamento, interferência da família de origem.
O filme é excelente para casais em crise assistirem. Principalmente se os problemas forem de ordem financeira e de individualidades,onde um parceiro se preocupa demais consigo e esquece que sua vida não é feita mais de “eu” e sim ,de “nós”. Uma abordagem muito boa da realidade de um casamento, no qual falta diálogo. Além, é claro, da interferência da família de origem na relação, seja implícita ou explicita. No caso, é bem presente a participação da sogra no processo.
Vale a pena conferir! O trailer
SINOPSE
A estrada do amor verdadeiro sempre é esburacada. Pergunte ao Dave e à Clarice Johnson. Depois de muitos anos de casamento, a afeição de um pelo outro está sendo duramente testada pelas reviravoltas da vida. Um acidente de carro obriga a Clarice a suspender temporariamente as suas atividades, e o casal tem que lidar com tentações carnais, problemas financeiros e desafios emocionais que ameaçam o amor que um sente pelo outro. Então, afinal, veem-se obrigados a avaliar se os votos de casamento que fizeram no altar podem ser facilmente quebrados neste filme emocionante baseado no romance de sucesso de T.D. Jakes.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Acontece nas melhores famílias

acontece nas melhores familias ASSUNTO
Traição, luto, reconciliação, Comunicação pais e filhos, relação de casal, relações familiares
Acontece nas Melhores Famílias reúne três gerações da fictícia família Gromberg, com tudo o que as famílias normalmente (e anormalmente também) têm direito: risos, alegrias, choros, brigas, tristezas, rancores, amores. "Você vê os problemas familiares que eles têm, como os problemas se manifestam na interação entre eles e como esses problemas são passados através de três gerações."
SINOPSE
Os Gromberg são aparentemente a família perfeita, só não são bem-sucedidos quando o assunto é comunicação entre eles. Durante três gerações, eles tocam vidas totalmente separadas e só se encontram em eventos muito ocasionais. E cada um tem de lidar com um problema diferente. Mitchell Gromberg (Kirk Douglas), o patriarca, precisa aceitar que é mortal. O filho mais novo Alex (Michael Douglas) passou a vida atormentado pelo medo de cometer os mesmos erros do pai. Já o primogênito de Alex, Asher (Cameron Douglas), é um adolescente rebelde que tenta preencher sua vida com sexo, drogas e rock'n'roll.

O óleo de Lorenzo

ASSUNTO
Relação terapêutica, Doença degenerativa, Postura médixa X portura familiar, método científico, fenomenologia existencialismo..
"O Oleo de Lorenzo " baseado em história real, questiona a arrogância titulada, instituída e o intelectualismo desencantado do mundo: o saber cientificista, abstrato e sisudo, profundamente desvinculado do humano; um saber que não mergulha no mar da humanidade, um saber desumanizado por um método que despreza a intuição e amplia a vaidade. A produção "O Óleo de Lorenzo" exibea arrogância, dos guardiões do saber científico que não permitem concorrência, conduzindo o espectador a uma profunda reflexão acerca da contradição entre o saber científico acumulado pela academia e o saber não reconhecido no ambiente acadêmico. A curiosidade e a intuição dos Odone's se mostraram mais forte que o saber mítico constituído, e, buscam a compreensão do fenômeno que interefere no processo bioquímico que causa a molétia do filho, passando a desagradar os representantes da ciência, ao agir diretamente sobrea natureza e controlar a até então encontrolável licodistofia.Não é um filme água com açúcar; é denso, desafiador, que exige uma reflexão, e que nos ensina uma lição muito antiga e óbvia: SE NÓS NÃO AGIRMOS, NINGUÉM O FARÁ POR NÓS!  A palavra da medicina colocada em cheque noseguinte link: clique aqui
SINOPSE
Um garoto levava uma vida normal até que, quando tinha seis anos, estranhas coisas aconteceram, pois ele passou a ter diversos problemas de ordem mental que foram diagnosticados como ALD, uma doença extremamente rara que provoca uma incurável degeneração no cérebro, levando o paciente à morte em no máximo dois anos. Os pais do menino ficam frustrados com o fracasso dos médicos e a falta de medicamento para uma doença desta natureza. Assim, começam a estudar e a pesquisar sozinhos, na esperança de descobrir algo que possa deter o avanço da doença. O Óleo de Lorenzo é uma história verídica, de Lorenzo Odone, que aos oito anos começou a demonstrar os sintomas de rara doença genética e incurável, a adrenoleucodistrofia (ADL).
O fato verídico
Trailer

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Querem me enlouquecer

querem me enlouquecer ASSUNTO
Relações familiares, saúde mental, relações afetivas e relações sociais.
Explorado em detalhes no livro CINEMA E AJUSTAMENTOS CRIATIVOS, o filme debate saúde-doença, vale a pena conferir.
SINOPSE
Claudia Draper (Barbra Streisand) é uma prostituta de luxo que mata Allen Green (Leslie Nielsen), um "cliente", para se defender. A defesa alega insanidade, com o apoio da família dela, pois acreditam que só assim ela terá chance de escapar da condenação. Entretanto, isto também significa que será mandada para um instituição para doentes mentais por tempo indeterminado. Assim, entrega seu caso a Aaron Levinsky (Richard Dreyfuss), um advogado que tem como função não provar que ela é inocente mas sim sua sanidade, pois assim poderá ser julgada em tribunal e então tentar provar sua inocência.

Trailer no You Tube

A lenda do pianista do mar

a lensa do pianista no mar
A SSUNTO
Relações afetivas e sociais, Identidade, medo do desconhecido e do novo.
A Lenda do Pianista do Mar é a música e sua paixão por ela. Utilizando filosofia para explicar a personagem de Mil Novecentos (Tim Roth), Tornatore conseguiu dar vazão para lógica e para a racionalização humana, sendo o ápice do filme, a forma com que um mundo pode ser o mesmo, mas ser diferente apenas modificando o ponto de vista da maneira que bem entender, é assim que é feito o filme, como uma obra significativa e pensante para a humanidade. O filme fala sobre a capacidade, quase que infinita, do ser humano e, por outro lado, os medos e limitações que nos aprisionam. Em um mundo extremamente vasto em inúmeros sentidos, nós preferimos ficar na segurança de nossos "navios" e nem mesmo a certeza da morte nos faz querer ver o mundo além... Psicologicamente falando, trata das "prisões interiores" das pessoas. Fala da falta de confiança na busca de novos desafios e da dificuldade de dar um novo sentido a vida.

SINOPSE
No primeiro dia do século, um bebê é encontrado no Virginian, um navio que transporta imigrantes da Europa para os Estados Unidos. Danny Boodmann (Bill Nunn), que cuida do compartimento de carvão, descobre o récem-nascido abandonado em um engradado de limão numa cabine de primeira classe. Danny decide criar o menino escondido no porão do enorme navio. Ele o batiza de Danny Boodmann T.D. Lemon Mil Novecentos, mas o garoto fica conhecido como Mil Novecentos. Sem conhecer nada do mundo além do compartimento de carvão e sua portinhola que da para o mar, Mil Novecentos fica arrasado quando seu pai adotivo é fatalmente ferido num horrível acidente no navio. Mas Mil Novecentos salva sua pele quando, ao perambular pela primeira classe , encontra um piano e descobre que é um prodígio que pode tocar de forma natural e gloriosa uma música que vêm da alma. Mil Novecentos fica no navio, entretendo o mundo? 2000 pessoas por vez, a capacidade do navio.
Três décadas mais tarde , um musico de Jazz falido chamado Max (Pruitt Taylor Vince). Está preste a vender seu adorado trompete e acaba descobrindo numa empoeirada loja inglesa a única gravação feita de Mil Novecentos tocando piano. Max fica perplexo com o som: mas porque conheceu Mil Novecentos há alguns anos. Devido às lembranças atordoantes, ele implora ao dono da loja para dizer-lhe como encontrou essa gravação “impossível”.
O proprietário de da loja conta a Max que a gravação estava num navio enferrujado que seria demolido em breve. O fato deixa o músico perturbado. Ele está convencido de que Mil Novecentos, que nunca desejou ir para e terra firme, ainda permanece vivo dentro do navio. Mas nada podia prepará- lo para a surpresa de conhecer Mil Novecentos? ao mesmo tempo gênio e inocente, uma alma perdida e um sonhador extremamente apaixonado.
Tecendo uma narrativa sobre uma narrativa sobre Mil Novecentos , Max conta o dia em que Mil Novecentos aceitou um duelo de piano com Jelly Roll Morton (Clarence Willians III), ” o homen que inventou o jazz” , e entrou numa guerra de sons; ele conta a história do amor de Mil Novecentos por uma linda jovem da terceira classe (Melaine Thierry), cuja presença inspira sua gravação exclusiva, Max consegue a atenção da equipe de demolição com a história do dia em que Mil Novecentos tentou sair do navio, andou pela passarela em direção a Manhattan e da garota que ele amava apenas para chocar-se com a opressiva grandiosidade da cidade.
Agora, contudo, Max não tem mais tempo, e a equipe de demolição faz os preparativos finais. Num momento final de amor e amizade, o músico entra no casco enferujado do Virginian para tocar pela última vez a gravação de Mil Novecentos. Seu plano dá certo. A gravação tira Mil Novecentos de seu esconderijo e Max descobre a verdade atordoante que manterá para sempre seu amigo no mundo das fábulas e das histórias.
Duelo no piano, You Tube
Trailer no You Tube
genio indomavel 2 Primeiro filme apresentado no livro Cinema e ajustamentos criativos.

Chegadas e partidas

Chegadas e partidas ASSUNTO
Casal e família, Segredo, Apatia, Relações familiares, afetivas e de casal.
Chegadas e Partidas é um retrato bem-humorado da família contemporânea, onde um homem comum procura reconstruir sua vida em um ambiente novo e completamente diferente do seu, uma comunidade pesqueira.
SINOSPE
Quoyle (Kevin Spacey) leva uma vida pacata, até conhecer Petal (Cate Blanchett). Rapidamente, casam-se e dessa união nasce Bunny. Enquanto Quoyle trabalha fora e ainda cuida da casa, Petal perambula pelos bares e dorme com todos os homens que encontra. A vida de Quoyle piora quando Petal vende a pequena Bunny e foge com o namorado. Ambos morrem num acidente de carro e, para completar o drama, os pais de Quoyle se suicidam. Após tantos problemas, a tia de Quoyle (Judi Dench), aparece e resolve levá-lo para Newfoundland, pequena cidade do Canadá, onde viveram os ancestrais da família. Quoyle, junto da filha e da tia, encontram um novo mundo, e começam a perceber que as coisas podem melhorar.
Veja a crítica
Outra crítica
Trailer aqui

O príncipe das marés

ASSUNTO
Casal e família, segredo, violência, abuso, suicídio, relação terapêutica, conflitos familiares, mecanismos de defesa.
O filme tem uma qualidade técnica irretocável além de fazer um brilhante estudo psicológico de uma família esfacelada, cujas vivências da infância vão se manifestar na vida adulta com as conseqüências afetando de diversas formas os envolvidos. Nessa produção temos personagens que enfrentam situações difíceis mostradas num clima pesado e adulto, sem ser piegas. Vale notar também a sutileza como é mostrada a violência contra uma criança, o que acaba captando a empatia e a compreensão do público que consegue acompanhar o filme sem se cansar.
genio indomavel 2
Incluído no livro  “Cinema e Ajustamentos criativos”, que também pode ser encontrado aqui
SINOPSE
A irmã de um treinador de futebol da Calorina do Sul (Nick Nolte) tentou suicídio e, agora, precisa da ajuda do irmão para tentar se recuperar. Nessa viagem, Tom Wingo se envolve com Susan Lowestein (Barbra Streisand), a psiquiatra de sua irmã. Tom desenvolve uma relação pertubada com Susan, onde flhos e um segredo de família incomodam sua mente. Numa tentativa desesperada de salvar a sua irmã e a si próprio, Tom e Susan iniciam uma viagem através de recordações reprimidas - uma viagem em que juntos fazem novas descobertas sobre cada um de si e... sobre o outro.

Melhor é impossível

melhor é impossivel ASSUNTO
TOC, Relações de casal, família, afetivas e sociais.
Melvin apresenta varias características da personalidade obsessiva, pois é pontual ao ir ao restaurante, não tolera atrasos é sádico e possui hábitos de higiene e manias um tanto exageradas que se tornam rituais, isola-se emocionalmente, evita a cordialidade e o amor. Carol é uma mãe dedicada sem condições de dar o tratamento adequado a seu filho, mas tudo muda quando Malvin oferece-lhe ajuda e conseguem curar seu filho, então ela passa a sofrer com a carência da presença masculina na sua vida.
Simon Bishop (Greg Kinnear), é pintor e vizinho de Melvin, que após ser vitima de ladrões que os espancaram gravemente, passa por crise financeira perdendo ate seu apartamento, deprime-se e sente-se sem vontade de pintar, é obrigado a entrar em contado com seus pais que o abandonaram e desaprovam o fato dele ser homossexual.
genio indomavel 2 O livro pode ser encontrado no link
Cinema e ajustamento criativo
Trata-se de um trabalho sensível, indicado não só para psicólogos. O livro nos transporta para um mundo de possibilidades. vale a pena conferir!
SINOPSE
Melvin Udall (Jack Nicholson) é um escritor que adora fazer comentários ácidos e maldosos para ofender as pessoas. Ele toma café todo dia na mesma lanchonete, onde Carol Connelly (Helen Hunt) é a única garçonete que o suporta. Seu vizinho é o renomado artista plástico Simon Nye (Greg Kinnear), alvo constante de seus ataques verbais. Quando Simon é levado para o hospital após um violento assalto, Melvin tem que cuidar do cachorro de estimação do vizinho. A nova situação amolece o coração do escritor, fazendo nascer entre os três - Melvin, Carol e Simon - uma amizade capaz de finalmente fazê-los felizes.
Veja o trailer no You Tube
Alguns trechos
Um olhar Junguiano

Meu filho meu mundo

Meu filho meu mundo

ASSUNTO

Autismo, relações familiares, relações afetivas

SINOPSE

Quando nasceu, Raun era um saudável e feliz bebê. Com o passar dos meses, seus pais começam a observar que há alguma coisa estranha com ele, sempre com um ar ausente. Um dia vem a confirmação do que suspeitavam... Raun era autista. Decidem então penetrar no mundo da criança, acreditando que somente o milagre do amor poderá salvá-lo.



TRECHO DO FILME

O OLHAR DA PSICOLOGIA
O que fazer quado o bebê apresenta um comportamento diferente do que é esperado? Como lifar com a situação? O filme de 1979, conta sobre a reação dos pais e a busca por soluções frente à situação. Com o título original Son-Rise: O milagre do amor, o drama retrata o dessenvolvimento de uma nova forma de olhar o autismo, sem permitir que o diagnóstico aprisione o ser. Após ter duas meninas, os pais coobservam  inquietude e algumas reações estranhas em Raun.  Na busca insensante de uma compreensão sobre suas reações, os pais recebem o diagnóstico de autismo. Apesar de concordarem com alguns sintomas do transtorno, os pais não se conformam com as perspectivas e os tratamentos disponíveis. Eles decidem, então, estudar uma forma de mergulhar no Universo do filho, para melhor compreendê-lo e ajudá-lo a ampliar suas potencialidades. Quem era a criança por trás daquele diagnóstico?  Partindo desta premissa, os pais iniciam o processo que inicia com amor, respeito e aceitação do filho como é.  Enfrentando dificuldades tanto sociais quanto individuais –sentiam-se responsáveis pelo seu distúrbio em alguns momentos-, eles desenvolvem um sistema para o tratamento de seu filho.  Música, comida e  jogos são utilizados como estímulo e reforço.  Entre diversas tentativas e erros, vitórias e derrotas, sucessso e regressão, os pais desenvolvem um programa capaz de inaugurar um canal de comunicação entre ele e o mundo. A história é comovente e passa por momentos de dor, frustração, desesperança, renovação, persistência e amor. O filme relata o processo de construção do programa Son-Rise, considerado até hoje como método de sucesso tratamento do autismo.
 

O mesmo amor a mesma chuva

mesmo amor mesma chuva ASSUNTO

Casal e família, relações sociais, processo de integração.

Um romance real e não daqueles fantasiosos; apenas o amor ou a relação amorosa como ela é, com altos e baixos, acertos e erros de ambas partes. A obra de Campanella revela as disparidades de pretensões e personalidades que conflituam, mas que se conectam de forma especial. Vencer o medo, se arriscar, seguir um desejo, uma certeza, preservar a integridade. Há a convicção de que os reencontros são possíveis e que amizade, solidariedade e amor estão sempre abertos a começar de novo e tentar aprender com os erros do passado.

SINOPSE

A película mostra as indas e vindas de Jorge Pellegrine - um escritor de talento, porém absorto em receios que não o fazem mergulhar com convicção no mercado literário - e de Laura, uma jovem entusiasmada e sensível. Eles conversam, se aproximam e iniciam um romance que dura um ano e meio. A relação se desgata e um caso de infidelidade causa o rompimento. A partir daí, acompanhamos Jorge em seus outros relacionamentos, em sua vida profissional frustrante e nas tentativas de sossegar seus fantasmas; Jorge é um crítico de arte desiludido e Laura uma bem-sucedida produtora cultural. O quê o destino reserva para essas pessoas que triunfaram, perderam, viveram e deixaram escapar o prazer e a loucura dos momentos?

Um trecho no Youtube

Veja o trailer

Cena do primeiro encontro

Cena final

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O enigma das cartas

enigma das cartas

ASSUNTO
Luto,  infância, Altismo (?), psicodiagnóstico, Casal e família.

SINOPSE
Quando o marido de Ruth Matthews (Kathleen Turner) morre em uma queda, quando à noite fazia escavações arqueológicas em umas ruínas maias, a caçula do casal, Sally (Asha Menina), reage à morte do pai de maneira muito estranha, pois ao voltar para sua casa não profere uma só palavra. Quando o comportamento de Sally piora, Ruth se vê obrigada a deixar que Jacob T. Beerlander (Tommy Lee Jones), um especialista em crianças autistas, examine sua filha. Jacob tenta tirar Sally da sua desordem mental por métodos tradicionais, mas Ruth tenta de outra maneira, ao reproduzir em grande escala um castelo de cartas que sua filha tinha construído. Por mais estranho que seja, Ruth crê que só assim terá Sally de volta.


O OLHAR DA PSICOLOGIA
Note-se que o filme apresenta uma clara distinção entre o paradigma patológico e o holístico. Olhar a doença, identificá-la apenas com parâmetros registrados até então, é  um olhar patológico, que rotula. O olhar holístico percebe a totalidade do sujeito, é preciso fazer contato com o cliente e seu contexto. Portanto, fazer contato, "estar com" é fundamental para o processo terapêutico. Não desprezamos o olhar médico e suas categorias diagnósticas, no entanto, elas servem de fundo, para o que se revele a figura, no processo de 'estar com' o sujeito. Os sintomas, já categorizados em alguma patologia, nos servem apenas para orientar o processo. Enquanto o médico busca tratar o sintoma, seguindo o paradigma médico, a mãe decide  arriscar “estar com”. Ao se tornar quase uma “psicoterapeuta”, Ruth abre espaço para re-significação, não só da filha, mas também do encontro com o próprio luto não vivenciado. O renascimento ocorre a partir desse encontro verdadeiro, onde todo a simbologia da  cartas podem ser experienciadas em conjunto, trazendo nova re-significação para toda a família. O paradigma médico, representando polaridade oposta à atuação da mãe, permite que esta reconheça a presença do “sintoma”, favorecendo a integração. O filme retrata o processo de elaboração do luto a partir do sintoma evidenciado em um membro da família. Para psicoterapia de casal e família é um prato cheio. Para o profissional psi, seja psicólogo ou psiquiatra, a trama provoca sérias reflexões sobre o contato com o cliente, e, as diferentes formas de "tocar" o mundo do outro. Uma advertência aos profissionais que se prendem aos diagnósticos de pronto. O filme não foi aclamado pela crítica cinematográfica, entretanto fica evidente sua importância como disparador de reflexão humana. 

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Shine - Simplesmente Genial

shine ASSUNTO
Saúde mental: TOC, síndrome de Asperger, herbefrenia ou esquizofrenia? Casal e família, relações familiares, sociais e afetivas.
O filme retrata a história real de uma família de origem judia na Austrália que levava uma vida bastante humilde. O “personagem central”, David, é iniciado pelo pai, Elias Peter Helfgott, ao piano desde muito cedo. O pai de David era um músico frustrado extremamente autoritário e exerce uma grande influência destrutiva sobre o filho. Uma relação simbiótica ou confluente (gestalt-terapia).O menino revela dotes especiais e passa a despertar a atenção das principais escolas de músicas da época. A questão familiar é um espetáculo impressionante que envolve toda a história de vida de David que o filme se propõe a contar. Demonstra a estrutura familiar, as formas de relacionamento intra-familiar e os moldes de comunicação.
Links
SINOPSE
Inspirado na história real do australiano David Helfgott (Rush) que foi uma criança prodígio, Shine analisa sua jornada desde a infância, marcada por um pai dominador, até uma crise nervosa na juventude. Adolescente David vai para uma escola de música em Londres, sua chance de escapar da família e se dedicar à música clássica. Mas não consegue suportar as pressões para reger concertos com perfeição, chegando à uma depressão profunda. Somente com o amor da única pessoa que o entende (Lynn Redgrave) David volta ao normal, reintegra-se à sociedade e compartilha seu talento incomparável com o mundo.
Partes do filme em vídeos disponíveis:

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Gênio Indomável

ASSUNTO

Altas habilidades, processo de psicoterapia

O filme retrata o drama sobre um jovem superdotado de nome Will Hunting com fantástico talento lógico-matemático que é obrigado a fazer terapia para resolver diversos problemas pessoais de raiva, distanciamento emocional e agressividade.

Crítica 1                            Crítica  2

SINOPSE     Em Boston, um jovem de 20 anos (Matt Damon) que já teve algumas passagens pela polícia e servente de uma universidade, revela-se um gênio em matemática e, por determinação legal, precisa fazer terapia, mas nada funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até se identificar com um deles.



Observação

Os amigos CRISTIANE  CALVO, HUGO RAMON BARBOSA ODDONE e   MARIA ROSALIA DO NASCIMENTO são autores do livro, que inclui, entre outros, o filme "Genio Indomável". O trabalho descrito no livro representa uma das formas do 'sentar-se com', tão fundamental para o desenvolvimento humano quanto um campo fértil para a emergência de uma cultura de paz, sendo um bilhete de entrada um acesso ao universo da Gestalt-terapia. Vale a pena conferir!



Não é sua culpa!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Colcha de retalhos

“Há um momento no filme em que a avó cobre a neta com a colcha, já pronta. Ali, é como se a jovem estivesse sendo coberta por todas as estórias de amor e feminilidade que representam aquelas mulheres. E, de fato, podemos pensar que, de uma forma ou outra, nós somos cobertos, desde o nosso nascimento pelas colchas tecidas com as experiências, mitos, tradições, permissões e proibições que, ao longo de várias gerações, vão marcando nossos caminhos.”

Crítica 1    Crítica 2


SINOPSE

No ano em que ela está prestes a se casar, Finn resolve passar três meses na casa de suas tias, onde um grupo de mulheres confecciona uma colcha para presenteá-la, e o tema escolhido por todas elas é “onde mora o amor”. No decorrer do filme, Finn fica conhecendo as histórias e segredos de cada uma daquelas senhoras, e isto serve para que ela vá, aos poucos, refletindo sobre o que realmente quer de sua vida. 
Trechos do filme


Ensinando a viver

ensinando a viver ASSUNTO
Adoção, Infância, Relações familiares, Diferença, Luto, Pertencimento
O grande tema do filme é da descoberta, cujo processo leva a outras temáticas, como o da necessidade da imaginação no processo da existência, a convivência com a diversidade e a aceitação das pessoas como elas as são. Sobra, ainda, um pensar sobre o enigma da vida. O enredo de “Ensinando a Viver” tem a grandeza de situar no campo das descobertas o encontro das possibilidades daquilo como queremos ser. Primeiro, na identificação entre David e Dennis. No processo de resgatar uma criança para a realidade, utiliza, então, aquilo que tem de melhor, a fantasia e a imaginação. Mas, ao mesmo tempo se pergunta: quem é ele para dizer a uma criança que ela não é de outro planeta? David promove o difícil processo de respeito à individualidade, de aceitação do outro como ele o é.
SINOPSE
A História de um homem aprendendo a ser pai... e de um garoto aprendendo a ser filho... Quando era criança, David (John Cusack) sempre se sentiu excluído, e cresceu sonhando com o dia em que os ETs viriam levá-lo para o espaço. Sua imaginação o transformou em um escritor de sucesso. Desde a trágica morte de sua noiva há dois anos, ele nunca mais experimentou qualquer traço de vida afetiva. Mas David sempre quis ser um pai. E finalmente resolve tentar, adotando o problemático Dennis. Assim como David, Dennis vive trancafiado em seu mundo de fantasia. Quando era criança, David queria ser um alien. No caso de Dennis, ele acredita de verdade que é um marciano em missão de exploração na Terra. E talvez seja mesmo... Um filme divertido e emocionante sobre o poder de redenção do amor e o verdadeiro significado da palavra "família".
Uma análise filosófica

quarta-feira, 5 de maio de 2010

O pianista

ASSUNTO

Holocausto, Relações sociais
"O Pianista" toca fundo em nossa alma. Sua lucidez e coragem, em condições onde uma migalha de pão fazia a diferença entre a vida e a morte, conseguem transmitir uma lição de vida. Como documento, "O Pianista" nos dá a oportunidade de acompanhar a trajetória de um homem determinado a viver, a qualquer preço. O lirismo do músico, aliado a uma inteligência crítica, faz o espectador querer ir cada vez mais fundo em seu passado. 
SINOPSE
O pianista polonês Wladyslaw Szpilman (Adrien Brody) interpretava peças clássicas em uma rádio de Varsóvia quando as primeiras bombas caíram sobre a cidade, em 1939. Com a invasão alemã e o início da 2ª Guerra Mundial, começaram também restrições aos judeus poloneses pelos nazistas. Inspirado nas memórias do pianista, o filme mostra o surgimento do Gueto de Varsóvia, quando os alemães construíram muros para encerrar os judeus em algumas áreas, e acompanha a perseguição que levou à captura e envio da família de Szpilman para os campos de concentração. Wladyslaw é o único que consegue fugir e é obrigado a se refugiar em prédios abandonados espalhados pela cidade, até que o pesadelo da guerra acabe.

Terapia do amor

ASSUNTO

Relação terapêutica, Relacionamento casal, Relações afetivas, Psicoterapia
A paciente apaixona-se e envolve-se com o filho da psicoterapeuta sem ter consciência desta relação de parentesco. O conflito psicológico e ético em que esta situação coloca a psicoterapeuta (dado que é ela quem percebe em primeiro lugar que o filho é o namorado da paciente) é bastante bem retratado no filme, se bem que não a um nível muito profundo. A história se desenvolve de maneira muito interessante e apesar de tratar de conflitos (intrapessoais e interpessoais), o longa envolve o espectador por tratar de maneira muito honesta e sensível as questões mais comuns do dia-a-dia dos personagens.
SINOPSE
Rafi é uma mulher recém-divorciada, ainda traumatizada pelo fracasso de seu relacionamento. Ela acaba se apaixonando por um pintor 15 anos mais novo que ela. O filme mostra o ponto de vista não somente do casal envolvido, mas das pessoas que o cercam, mostrando todas as conseqüências sociais quando duas pessoas se apaixonam.

Efeito borboleta

ASSUNTO

Casal e família, relações familiares, Escolhas, amizade, memória, infância
O filme quis mostrar na verdade que quando aprendemos a voltar nas nossas lembranças e arrumá-las, encontramos a paz com nós mesmos. No filme Evan podia voltar ao passado e reconstruir o futuro, na realidade não podemos fazer isso, mas podemos aceitar nossas realidades e arrumá-las em nossa mente dessa maneira nos culpamos menos. Efeito Borboleta é basicamente a história de uma criança dada a lapsos de memória que a levam a agir e a perder momentaneamente a consciência de quem é,  tendo, para sanar esse pequeno dano mental, de escrever todas as experiências em um diário, que assim funciona como uma espécie de permanente impressão das lembranças, como uma afirmação de seu eu sempre ameaçado. Em um dado momento da vida, infeliz porque em seu percurso provocou de alguma forma traumas em terceiros, o protagonista volta sucessivas vezes à infância, por meio das leitura dos diários, e tenta corrigir os eventos geradores de algum estrago, sempre causando novos estragos a cada tentativa de solução.
SINOPSE
Ashton Kutcher é Evan Treborn, jovem estudante de psicologia que teve diversos problemas enquanto criança e adolescente, sofrendo de desmaios e bloqueios de memória. Após reencontro com seu amor de infância, Kayleigh, Evan descobre que, ao ler seu diário, consegue enviar sua consciência adulta para o passado, em seu corpo de criança. Ele altera atitudes e muda completamente o seu destino, de sua namorada e amigos. Mas Evan rapidamente descobre que ter o dom de manipular o passado, não significa controlar o futuro.

A Duquesa

ASSUNTO

Maternidade, as relações conjugais, liberdade
O filme aborda de forma sutil a violência imposta pela hierarquia entre  os sexos, que convencionou um poder e uma liberdade ao homem e uma submissão feminina.
SINOPSE
O filme conta a vida da Duquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish (Keira Knightley), que viveu de 1757 a 1806. De beleza invejada nas rodas sociais inglesas, Georgiana usou um pouco mais do que suas influências para participar do cenário político, numa época em que o direito de voto ainda levaria um século para ser concedido às mulheres.